AOS QUATRO ELEMENTOS SAGRADOS

Daquelas florações que nos mantém pulsando nas noites mais frias e longas de inverno. Em mais uma Primavera, um pouco do meu florescer…

OLHO DE HÓRUS, princípio justiceiro

Capaz de evadir as sombras e acessar o verdadeiro,

Orientai o meu olhar.

Que eu aprenda, em um só, harmônico e preciso movimento,

Costurar o que está fora com o que trago dentro.

Que, com coragem e ousadia,

Eu erga minha COLUNA DE ESTABILIDADE

Todo o dia.

Solidez e verticalidade que transpassa meu ser

E anula qualquer resquício psicológico de pequenez.

Enxergando além do estou

Para encontrar quem verdadeiramente sou,

Que eu seja capaz de converter desafios em superações,

Visualizando e transpondo a PORTA MÁGICA

Na sólida parede,

Portal para acessar eu mesma,

Como fina e translúcida rede, que captura e liberta

Pela certeza do compreender.

Assim renascida,

Agora em nada exaurida,

A BARCA navega ritmadamente as ondas da vida.

Tal qual fiel da balança, chega a lembrança…

Eu sei quem sou

Eu sei onde estou

Eu sei para onde

E como vou.

(Escrito em 09/11/2007)

Filósofa Clínica, Pesquisadora, Educadora, Mobilizadora Social e Empresarial / Instituto ORIOR — Resgate Filosófico, Transdisciplinaridade e Sustentabilidade.

Filósofa Clínica, Pesquisadora, Educadora, Mobilizadora Social e Empresarial / Instituto ORIOR — Resgate Filosófico, Transdisciplinaridade e Sustentabilidade.